sábado, 29 de setembro de 2012

ESCUTEC: Pesquisa confirma vitória de Edivaldo contra Castelo no 2º turno



Por Hugo Freitas

O candidato da coligação "Muda São Luís", Edivaldo Holanda Júnior (PTC), vence o prefeito João Castelo (PSDB), candidato à reeleição, no segundo turno. Ambos estão tecnicamente empatados na disputa pela prefeitura de São Luís no primeiro turno. É o que revela a pesquisa Escutec, divulgada neste sábado (29).


De acordo com o levantamento, Castelo teria 32% das intenções de voto, contra 30% de Edivaldo Jr., configurando um empate técnico entre os candidatos por estarem dentro da margem de erro da pesquisa, que é de 3%, para mais ou para menos.

Em relação à pesquisa anterior do mesmo instituto, divulgada no dia 9 de setembro, Edivaldo apresenta um crescimento de 2,2 pontos percentuais, saltando de 27,8% para os atuais 30%. Já Castelo registra crescimento de apenas 1,4% em relação à mesma pesquisa (reveja aqui).

Na terceira colocação está Washington Oliveira (PT), com 13%, seguido de perto por Eliziane Gama (PPS), que aparece na quarta colocação com surpreendentes 7,3% das intenções de voto, constituindo-se assim numa verdadeira "ameaça" a W.O, que almeja de todas as formas estar no segundo turno.

O ex-prefeito Tadeu Palácio (PP) está em quinto, com 4,2%; seguido por Marcos Silva (PSTU), 1,7%; Haroldo Saboia (PSOL), 1%; e Ednaldo Neves (PRTB) 0,1%. Votos brancos e nulos somam 2,7% dos entrevistados. 8,1% disseram não saber ainda em quem votar ou não responderam.

2º turno


A uma semana do pleito do dia 7 de outubro, na simulação de segundo turno, Edivaldo Holanda Júnior teria 46,4% da preferência do eleitorado contra 35,9% de João Castelo. Em relação à pesquisa DataM de quinta-feira (27) (veja aqui), Edivaldo mantém também sua tendência de vitória no segundo turno contra o candidato tucano.

Os números confirmam o que já vem sendo apontado em todas as pesquisas anteriores mais recentes: a de que Edivaldo Holanda Júnior tem tudo para ser o próximo prefeito de São Luís.

Nesse cenário, votos brancos e nulos somaram 6,7%, enquanto 11% declararam não saber ou não responderam a pergunta.

Encomendada pelo jornal O Estado do Maranhão, a pesquisa Escutec entrevistou 806 eleitores em São Luís, no período de 25 a 27 de setembro, e está registrada na Justiça Eleitoral sob o protocolo MA-313/2012.

INVASÃO DE PRIVACIDADE: Blogueiro Luís Cardoso pode ser denunciado pelo Ministério Público


Não se tem notícia de alguém tão inescrupuloso quanto o blogueiro Luís Cardoso. A publicação de um diálogo amoroso expõe a vida de duas pessoa a possibilidade de crime passional. Entre os envolvidos o candidato Domingos Alberto, que está na frente de Teresa Murad nas pesquisas em Coroatá.

Luís Cardoso não mediu as consequências da notícia veiculada de forma criminosa. Com certeza a soldo de Ricardo Murad praticou o crime ao invadir a vida privada do candidato Domingos Alberto. O direito a intimidade e a vida privada está assegurado na Constituição Federal desde 1988, no artigo 5°, X.

Luís Cardoso não respeitou a Carta Magna, interferiu na esfera íntima da vida do candidato Domingos Alberto para prejudicá-lo na sua candidatura à Prefeito de Coroatá. O Ministério Público deve denunciar Luís Cardoso. Está configurado o abuso e afronta ao basilar direito a intimidade e a vida privada.

Ricardo Murad deu garantias de impunidade à Luís Cardoso na consumação do crime? Como foram obtidas as gravações levadas à público? O "Sistema Guardião" poderia servir à elucidação do crime? O que fazia Aluísio Mendes em Coroatá na companhia de Ricardo Murad há duas semanas?

São estas perguntas que ficam sem respostas, que me levam a crença inabalável de que o sistema político comandado pelas família Sarney/Murad é acima de tudo criminoso. O uso do blog e do blogueiro na forma capciosa mostra que se preciso eles matam pelo poder.

É claro que a amante do diálogo foi orientada para envolver o candidato Domingos Alberto. No entanto é a própria amante que fala em ex-marido, portanto livre e desempedida para qualquer relacionamento. Quanto a suposta infidelidade de Domingos Alberto, esta não configura crime em qualquer lugar do Brasil.

A história lembra a anedota do cidadão conhecido como Seu Xoxó. Em visita a casa de "Seu Xoxó" uma candidata a Prefeita em Coroatá interessada nos votos da família perguntou : Seu Xoxó tá? A esposa do distinto respondeu "não". "Dona Teresa" não se deu por vencida e questionou : "E os filhos do Seu Xoxó tão? A mulher do "procurado" indignada bradou "não, sei XoXó não tem flhos". "Eu pensei que Seu Xoxó tinha".

A proposta polítca de Ricardo e Teresa Murad para Coroatá resume-se a "cheirinho de xoxota". O blogueiro Luís Cardoso deve está se deliciando com um litro de OLd Par com Red Bul, achando-se o máximo em imaginação. Eu que pensei que já tinha visto tudo na terra de Sarney!

O que eles não são capazes de fazer aos desafetos? Isso é jornalismo aonde? Rapaz, agora me diz se dá para acreditar em pesquisa publicada no blog deste moço? Não demora e ninguém acredita em uma vírgula que ele coloque. É golpe sobre golpe, sujeira sobre sujeira, sacanagem em cima de sacanagem.

O pior é que a atitude do blogueiro nivela a todos no mesmo diapasão. Dia deste armaram teatro para testar a minha reação a frente de notícia orquestrada. Procedi pelas regras do bom jornalismo, tentei ouvir a todos, não publique posto que faltava fundamentação.

Simples assim, mas para eles a$im é $imple$.

Editado por: Hugo Freitas

VIDA E CARREIRA DE HEBE CAMARGO

Hebe Camargo morre aos 83 anos

Por Hugo Freitas

A apresentadora Hebe Camargo, uma das figuras mais emblemáticas da televisão brasileira, morreu na manhã deste sábado (29), aos 83 anos, depois de sofrer uma parada cardíaca.

Hebe morreu em sua casa, no bairro do Morumbi (SP), enquanto dormia, segundo informou a assessoria do SBT. Seu corpo está sendo velado no Palácio Bandeirantes, sede do Governo do Estado de São Paulo, e deve ser enterrado às 9h deste domingo (30), no cemitério localizado no mesmo bairro.

Câncer

A apresentadora lutava desde o início de 2010 contra um câncer no peritônio, membrana que envolve a cavidade abdominal - um câncer raro, mas tratável, segundo a equipe do Hospital Albert Einstein, onde ficou todo esse tempo cuidando de sua saúde. Desde a descoberta da doença, em janeiro de 2010, a apresentadora iniciou um intenso tratamento, passando por inúmeras sessões de quimioterapia, chegando até mesmo à perda dos cabelos.

Hebe estampa capa da revista Veja, após a perda dos cabelos durante tratamento contra o câncer, em 2010

Em abril do ano passado, recebeu dos médicos a notícia de que o câncer havia entrado em remissão. Em setembro, no entanto, ela voltou a fazer tratamento quimioterápico preventivamente.

Em março deste ano, outro susto. A apresentadora passou por outra cirurgia para retirar um tumor no intestino. Um mês depois, recuperada, porém um pouco debilitada, voltou ao ar na Rede TV!.

Em junho, Hebe foi levada às pressas ao hospital para a retirada da vesícula. No mês seguinte, ficou internada por cinco dias para realizar exames de rotina.

No mesmo período, Hebe começou a reclamar dos atrasos nos salários na emissora onde trabalhava. A RedeTV! estava há seis meses sem pagar os salários aos seus funcionários. Foi quando começou a negociar com Sílvio Santos para voltar ao SBT, onde trabalhou de 1986 a 2010.

Hebe ficou afastada do canal do homem do baú desde dezembro de 2010, quando seu contrato não foi renovado e ela migrou para a endividada RedeTV!. Contudo, na última quinta-feira (27), a apresentadora havia anunciado o seu retorno ao SBT.

Carreira de sucesso

Hebe Camargo nasceu em Taubaté, cidade do interior de São Paulo, em 8 de março de 1929. Começou a carreira artística como cantora, em meados da década de 1950. Seu pai era violinista e fazia parte da orquestra de uma rádio. Em suas primeiras apresentações, imitava um dos maiores ícones musicais daquela época, a cantora Carmen Miranda.

Hebe com seus vinte e poucos anos

Depois de participar de programas de calouros, ela formou, junto com a irmã e duas primas, o Quarteto Dó-Ré-Mi-Fá. Após o casamento de uma das primas, Hebe e a irmã abandonaram o grupo e formaram a dupla sertaneja Rosalinda e Florbela. Pouco tempo depois, Hebe se lançou em carreira solo, vindo a assinar contratos com as rádios Tupi e Difusora.

Hebe inicia sua carreira solo como cantora no início da década de 60

Como artista solo, passou a interpretar sambas e boleros em casas noturnas, até que deixou de lado a vida de cantora para se dedicar à carreira de radialista.

Hebe canta na Rádio Tupi, em meados da década de 1960

Sua carreira na televisão começou concomitante à sua carreira de cantora. Hebe estava no grupo que foi até o porto de Santos buscar os primeiros equipamentos de TV que chegavam ao Brasil, no ano de 1950. Foi convidada por Assis Chateaubriand para participar, ao vivo, da primeira transmissão no país pela TV Tupi, naquele mesmo ano, onde cantaria o "Hino da Televisão". Alegando que estava doente, teve seu número musical substituído pela atriz Lolita Rodrigues. Somente em 2007, ela admitiu que faltou à inauguração da TV no Brasil para acompanhar o namorado em um compromisso de trabalho dele.

Primeiro programa de Hebe na TV, em 1966

A estreia oficial na telinha aconteceu apenas em 1966, na TV Record, quando ela apresentou o "Programa Hebe", alcançando grande audiência. Em 1975, comandou o primeiro programa da TV dedicado especialmente ao público feminino, "O Mundo é das Mulheres".

Em 1985, recebeu o convite para trabalhar no SBT, emissora onde atingiu o auge de sua carreira, quando ficou consagrada pelo público e pela crítica como a "rainha da televisão brasileira", apresentando programas de entrevistas.

Hebe Camargo ficaria também conhecida por chamar seus convidados de "gracinha" e aplicar em cada um que ia ao seu programa um "selinho". Artistas brasileiros e internacionais foram contemplados com um beijo da apresentadora, inclusive o seu patrão durante 25 anos, Sílvio Santos, a quem dava um "selinho" em todos os encontros que faziam na telinha.

Hebe dá "selinho" em Sílvio, durante Teleton, no início dos anos 2000

Seu prestígio era tão grande na TV que, em 2010, Hebe foi ao "Domingão do Faustão", na Rede Globo, com autorização do SBT, para receber o troféu de "Melhores do Ano".

Hebe recebe prêmio "Melhores do Ano" no Domingão do Faustão, em 2010

Ainda naquele ano, após sua recuperação do primeiro tratamento contra o câncer, Hebe voltou ao ar no canal de Sílvio Santos. No programa de reestreia, ela teve atendido um pedido especial: anunciar e cantar com Roberto Carlos. Numa decisão inédita, a Globo autorizou a ida do "rei" para o SBT.

Hebe recebe "o Rei" Roberto Carlos em seu programa no SBT, após seu primeiro tratamento contra o câncer, em 2010

O programa "Hebe", no SBT, se tornou referência para muitos programas de entrevistas que viriam em seguida. Mesmo passando por várias mudanças de dia e de horário, a audiência da apresentadora era garantida. O sofá branco, as entrevistas com famosos e personalidades em evidência na mídia, além dos números musicais de artistas nacionais e internacionais, vão deixar saudades.

DESCANSE EM PAZ, NOSSA ETERNA "GRACINHA", HEBE CAMARGO!!!

Hebe Camargo (* 8 de março de 1929 + 29 de setembro de 2012)

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Brasil ocupa 3º lugar em número de jornalistas mortos em 2012

Décio Sá, jornalista assassinado em abril último

Dados divulgados pelo Comitê de Proteção aos Jornalistas colocam o Brasil como o terceiro país onde mais jornalistas foram assassinados em 2012, até agora. Três profissionais perderam a vida por motivos confirmados e um ainda sem motivação revelada, afirma a organização. O Brasil está atrás apenas da Síria – que enfrenta uma guerra civil e 22 jornalistas já morreram – e da Somália, que registrou seis mortes este ano. De acordo com a entidade, o país está empatado com o Paquistão, também com quatro mortes, sendo três com motivação confirmada.

O último assassinato aconteceu em julho e vitimou o comentarista esportivo Valério Luiz de Oliveira, da Radio Jornal, em Goiânia. Ele foi morto em frente à emissora por um homem que estava em uma moto e lhe deu sete disparos. No momento do crime, as câmeras de segurança do prédio da emissora estavam desligadas. Segundo a delegada Adriana de Barros, responsável pelo caso, as suspeitas são morte por encomenda, vingança ou desavença.

Em abril, o jornalista Décio Sá foi morto por seis tiros à queima-roupa enquanto jantava em um bar da Avenida Litorânea, em São Luís. Ele era repórter da editoria de Política do jornal O Estado do Maranhão. Em 2006, havia criado um blog que se notabilizou por reportagens de jornalismo investigativo, entre elas denúncias contra políticos, agiotas e grupos de pistoleiros que agem na região. O Ministério Público denunciou 12 pessoas pelo crime.

Mário Randolfo Marques Lopes era editor-chefe do jornal eletrônico Vassouras na Net, da cidade de Vassouras (RJ). Ele e a namorada foram mortos em fevereiro, no Rio. No site, Marques criticou e denunciou vários funcionários públicos locais. O jornalista já tinha sofrido um ataque em julho de 2011, quando recebeu vários ferimentos de bala.

Também em fevereiro, o jornalista Paulo Roberto Cardoso Rodrigues, conhecido como Paulo Rocaro, foi assassinado por dois pistoleiros que estavam em uma moto em Ponta Porã (MS), cidade que faz fronteira com Pedro Juan Caballero, no Paraguai. O jornalista era editor-chefe do Jornal da Praça e do site Merco Sul News. As primeiras linhas de investigação apontam para vingança por conta de motivações políticas, mas outros motivos também não foram descartados. O Comitê para a Proteção dos Jornalistas considera o crime não esclarecido.

A entidade não contabilizou no levantamento, contudo, a morte do jornalista Laécio de Souza, que aconteceu em janeiro na cidade de Simões Filho (BA). Laécio atuava como repórter em um programa político na rádio Sucesso FM, de Camaçari. Ele não aparece na lista da CPJ, que coloca quatro profissionais de imprensa assassinados no Brasil em 2012.

Número

4 assassinatos de jornalistas foram registrados este ano, mas somente o de Décio Sá foi elucidado, com o indiciamento de 12 pessoas.

Mais

Em agosto, a Associação Nacional de Jornais (ANJ) declarou estado de “alerta especial” por causa do número de mortes de jornalistas durante o período de 2010-2012. De agosto de 2010 a julho deste ano, foram registradas, no Brasil, 12 mortes violentas de jornalistas. Dado que configura motivo para o alerta, segundo afirmação da associação.

Fonte: O Estado do Maranhão
Editado por: Hugo Freitas

NOVA PESQUISA DATAM: Edivaldo vence Castelo no 1º e no 2º turno


Por Hugo Freitas

É o que aponta a pesquisa do instituto DataM divulgada nesta quinta-feira (27). De acordo com os números, se as eleições fossem hoje, o candidato da coligação "Muda São Luís", Edivaldo Holanda Júnior (PTC) terminaria o 1º turno à frente do candidato tucano à reeleição, o prefeito João Castelo (PSDB).

Segundo a pesquisa, Edivaldo registra 33% da preferência do eleitorado, enquanto Castelo pontua 32,3%. Como a margem de erro é de 3% para mais ou para menos, há um empate técnico entre os dois candidatos.

O terceiro lugar continua sendo ocupado pelo vice-governador Washington Oliveira (PT), que alcançou os 11,6%, seguido pela deputada Eliziane Gama (PPS), com 6,9%.

O ex-prefeito Tadeu Palácio (PP) despencou para a quinta posição, marcando apenas 4,7%. A seguir, aparecem Marcos Silva (PSTU), 2%; Haroldo Sabóia (PSOL), 0,6%; e Ednaldo Neves (PRTB), com 0,4%. Não sabem ou não responderam somam 8,6%.

Rejeição

A pesquisa confirmou o prefeito João Castelo na liderança do quesito rejeição. De acordo com o DataM, 35,3% dos entrevistados não votariam no tucano de jeito nenhum.

Em segundo lugar, aparece o ex-prefeito Tadeu Palácio, com 13,5% de rejeição, seguido pelo candidato do Governo Roseana, o petista W.O, com 13,3%. Na sequência, vem Haroldo Sabóia, 8,4%; Edivaldo Holanda Júnior, 6,6%; Marcos Silva, 6,4%; Eliziane Gama, 3%; e Ednaldo Neves, 2,3%. Não sabem ou não responderam somaram 11,4%.

57,3% dos eleitores afirmaram ainda, quando perguntados, que João Castelo não merece ser reeleito. Outros 38,6% se posicionaram a favor da reeleição do tucano. Apenas 4,1% das pessoas não responderam à questão.

Segundo turno

Sobre um eventual segundo turno, a pesquisa DataM fez uma simulação entre os dois primeiros colocados. Edivaldo venceria a disputa com 49,4% dos votos contra 36,6% de Castelo.

Encomendada pelo portal O Imparcial Online, a pesquisa ouviu 800 pessoas entre os dias 25 e 26 de setembro, e está registrada no TRE-MA sob o protocolo MA-0307/2012.

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Ministério Público Federal pede bloqueio de recursos da Educação por irregularidades da Prefeitura de São Luís


O Ministério Público Federal (MPF) no Maranhão propôs ação cautelar com pedido de liminar contra o município de São Luís, o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e a União Federal, pela retenção ilegal de recursos federais recebidos pelo Município de 2009 a 2012, bem como pela omissão na fiscalização do uso de verbas.

Para o MPF, os problemas da educação em São Luís não decorrem da ausência de recursos, e sim da negligência dos seus gestores.

Com base em denúncia, o MPF instaurou inquérito civil para apurar a situação da educação pública municipal de São Luís. Após ser oficiado, o Município afirmou que 219 escolas da cidade estariam passando por reformas, que o déficit da carga horária do ano letivo de 2011 seria reposto em 2012 e que a merenda, transporte, material e kits escolares seriam oferecidos às unidades de ensino básico.

No entanto, as afirmações feitas pelo Município não foram acompanhadas de documentação comprobatória. Além disso, uma seleção de notícias coletadas pela assessoria do Ministério Público, constatou a situação precária da educação municipal pública de São Luís.

A Secretaria Municipal de Educação (Semed) foi oficiada para apresentar esclarecimentos sobre as notícias veiculadas na mídia e na imprensa e a adoção de providências, mas não apresentou nenhuma resposta.

O MPF oficiou ainda ao Conselho de Acompanhamento e Controle Social do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação (Cacs/Fundeb) e ao Conselho de Alimentação Escolar de São Luís (CAE), mas também não recebeu resposta.

Com informações da Ascom do MPF-MA

ÚLTIMO SUSPIRO DE W.O? Governo Federal libera repasse de mais 19 milhões para reforma do Hospital Carlos Macieira

Imagens do incêndio no Carlos Macieira, em agosto

Por Hugo Freitas

A presidente da República, Dilma Rousseff (PT), autorizou o repasse de mais de R$ 19 milhões ao Governo do Estado do Maranhão para a reestruturação do Hospital Carlos Macieira (HCM) – o antigo Hospital do Ipem.

Após o incêndio, que atingiu três andares do prédio, a Secretaria de Saúde do Maranhão solicitou ao ministro da Saúde, Alexandre Padilha, a ajuda do Governo Federal, que publicou no Diário Oficial da União de hoje (27) a portaria que confirma a liberação de R$ 19.125.660,88 em recursos para serem utilizados na reforma das alas atingidas.

O incêndio no Hospital Carlos Macieira ocorreu no dia 13 de agosto. O fogo começou no almoxarifado da farmácia e se alastrou rapidamente pelos demais andares devido aos medicamentos e produtos inflamáveis.

A queima do material criou uma fumaça tóxica que se espalhou por todo a edificação, atravessando os dutos de ar que interligam os cinco andares, obrigando a remoção às pressas dos pacientes que estavam internados para outras unidades de saúde. No momento do incêndio, todos os 152 leitos do hospital estavam ocupados.

A Promotoria de Justiça Especializada na Defesa da Cidadania abriu inquérito para investigar as causas do incêndio, os danos ao prédio e o prejuízo à saúde dos pacientes do HCM. O laudo técnico ainda não tem data para ficar pronto.

O Carlos Macieira havia passado recentemente por uma reforma que beirava algo em torno de 80 milhões de reais. Em 2009, a obra de recuperação do hospital começou sem licitação, orçada inicialmente em R$ 38.691.452,32. Já em 2011, o Governo do Estado incrementou um aditivo de R$ 39.553.542,79.

Contudo, após o incêndio, foram constatadas inúmeras irregularidades quanto à segurança no hospital. Nenhum dos hidrantes e extintores estavam funcionando durante o fogo. Além disso, havia no local fiação elétrica exposta e próxima a tubulações de gás, gerando grandes riscos de novos incêndios.

Com o novo recurso do Governo Federal, o Governo do Estado do Maranhão já disponibilizou o montante de mais de 100 milhões de reais só para a reforma do Hospital Carlos Macieira.

Com toda essa verba vinda para os cofres públicos do Estado, às vésperas das eleições, fica difícil não imaginar que boa parte dessa grana deva ir parar na campanha do candidato roseanista, que até agora continua mostrando nas pesquisas que não é muito bom de votos. Será esse o último oxigênio de W.O???

terça-feira, 25 de setembro de 2012

BOMBA!!! JORNALISTAS E BLOGUEIROS MARANHENSES ESTÃO NA MIRA DA POLÍCIA FEDERAL

A Polícia Federal está monitorando e pode colocar tornozeleiras eletrônicas a qualquer momento nos jornalistas relacionados na lista de Controle da Imprensa de Paço do Lumiar.

A relação, divulgada no ano passado pelo Blog Marrapá, mostra os “vencimentos” recebidos por gente da imprensa que ganhava para não denunciar os malfeitos da corrupta "Vovó Metralha".

Segundo fonte da PF, os profissionais aliciados eram pagos com o dinheiro desviado do Fundeb. As investigações apontam que mais de R$ 15 milhões foram surrupiados e lavados pela quadrilha comandada por Bia e Tiago Aroso.

Entre os 40 nomes que aparecem na lista estão jornalistas, dirigentes de TV, radialistas, blogueiros e operadores de rádio, que recebiam mensalmente entre R$ 500,00 e R$ 3.000,00.

Entre os "ilustres profissionais" da mídia maranhense, constam nos documentos examinados pela PF os nomes de Zé Cirilo (TV Difusora), Renato Souza (Rádio Capital), Roberto Fernandes, Marcial Lima e Geraldo Castro (Rádio Mirante AM), Silvan Alves (TV Difusora e Rádio Educadora),  Ediwaldo Maia (Programa "Qual é a Bronca?", da TV Cidade), Marco D'Eça (blogueiro e jornalista de O Estado do Maranhão), Luís Cardoso (blogueiro), dentre outras "personalidades" da comunicação local.

Confira os nomes relacionados nos documentos abaixo, "pescado" no Blog Marrapá:






PREFEITA DE PAÇO DO LUMIAR É CONDENADA À PRISÃO!!!

Bia Venâncio, prefeita de Paço do Lumiar, é condenada à prisão

Por Hugo Freitas

Não foi dessa vez que Bia Venâncio conseguiu se livrar de seu acerto de contas com a Justiça. O Tribunal de Justiça do Maranhão cassou o mandato da prefeita de Paço do Lumiar, Glorismar Rosa Venâncio, a Bia Venâncio, e a condenou a um ano de detenção e ao pagamento de multa pelo crime de prevaricação.

Na sessão de hoje (25), os desembargadores José Luiz Almeida, Bayma Araújo e Raimundo Melo reconheceram a autoria e a materialidade de ilícitos cometidos por Bia Venâncio, e atribuíram a ela crime de prevaricação, previsto no artigo 319, do Código Penal Brasileiro. Os desembargadores divergiram, contudo, quanto ao total da pena a ser aplicada.

O relator do processo, José Luiz Almeida votou pela condenação e aplicação da pena mínima de três meses e o afastamento da gestora municipal, mas foi vencido quanto à aplicação da pena.

Na divergência, Raimundo Melo votou pela pena máxima de um ano de detenção e cassação do mandato, e envio de comunicação ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) e Banco do Brasil. Bayma Araújo acompanhou o voto divergente.

A defesa da gestora municipal alegou que a promotoria se investiu indevidamente do poder investigatório, por ser o processo de competência do Tribunal de Justiça. Enfatizou não haver provas testemunhais e documentais nos autos que levassem a crer na intenção da prefeita de cometer qualquer crime. Por fim, solicitou o acolhimento das nulidades e absolvição de Bia Venâncio.

A prefeita de Paço do Lumiar já vinha sendo monitorada pela Polícia Federal por suspeita de desvios de verbas públicas do Fundeb, algo em torno de mais de 15 milhões de reais. Após a deflagração da "Operação Allien" (veja aqui), a PF colocou em Bia Venâncio uma tornozeleira eletrônica de monitoramento.

VOTAÇÃO – Almeida observou a judicialização das provas, sendo permitida a ampla defesa. Destacou o fato de Bia Venâncio ter se beneficiado dentro das circunstâncias do ocorrido, ao publicar, em 31 de dezembro de 2009, lei não votada pelo legislativo, o qual estava de recesso, sob o argumento de ter sido induzida ao erro.

Para os desembargadores, a prefeita teria cometido crime de prevaricação com o intuito de satisfazer interesse pessoal, e fez publicar em Diário Oficial do Estado projetos de lei de sua autoria com o objetivo de incrementar a arrecadação do ente Público por meio da criação ou aumento de tributos.

A decisão foi tomada pela gestora ao final do exercício financeiro do ano de 2009, o que não seria possível a implementação e cobrança no exercício do ano de 2010, conforme vedação da Constituição Federal de 1988.

Com informações da Ascom do TJ-MA

NOVO CALOTE: DATAPROM SUSPENDE BILHETAGEM ELETRÔNICA POR FALTA DE PAGAMENTO

Castelo com fama de "caloteiro"

Por Hugo Freitas

Um novo problema está afetando a já sofrida realidade da população de São Luís que se utiliza do transporte coletivo. Desde o início da manhã desta segunda-feira (24), a Dataprom, empresa que operacionaliza o sistema de bilhetagem eletrônica da capital, suspendeu os serviços por falta de pagamento.

Isso mesmo, prezado leitor. Mais uma vez, o prefeito João Castelo não honrou seus compromissos enquanto gestor e deixou de pagar os serviços prestados pela empresa que realiza a venda e a recarga dos créditos nas carteiras de transporte.

Com isso, milhares de estudantes e trabalhadores ludovicenses estão sendo prejudicados, tendo que recorrer ao dinheiro para pagar uma passagem inteira, numa cidade que está entre as capitais com a passagem de ônibus mais cara do país.

A suspensão dos serviços foi confirmada pela própria Dataprom, que alegou estar há 9 meses sem receber da Prefeitura.

A promotora de Defesa do Consumidor, Lítia Cavalcanti, instaurou inquérito para apurar os fatos e tentar encontrar uma solução para mais este grave problema provocado pela má administração municipal, que afeta fortemente a vida do povo de São Luís.

Em abril deste ano, a suspensão dos serviços durou 11 dias, também por inadimplência do prefeito Castelo, que já está ficando com a fama de "caloteiro" nas redes sociais e blogs locais. Na ocasião, o sistema só foi restabelecido após manifestação da classe estudantil e a intervenção da Promotoria do Consumidor.

Na última quarta-feira (19), a Cemar já havia cortado a luz do Palácio La Ravardiére, sede da Prefeitura e residência oficial do prefeito João Castelo, pelo mesmo motivo: FALTA DE PAGAMENTO (reveja aqui).

Este mais novo calote dado pela Prefeitura de São Luís acontece uma semana após o ato de rememoração da "Greve da Meia-Passagem", ocorrida em 17 de setembro de 1979, quando a classe estudantil maranhense conquistou o direito de pagar metade do preço das tarifas nos coletivos, não sem antes ter enfrentado as forças de repressão dos governos estadual e municipal, à época sob as gestões do governador João Castelo e do prefeito Mauro Fecury, respectivamente (relembre o fato histórico aqui).

Desse jeito fica difícil acreditar nas "promessas" do candidato tucano, já que ele não cumpre nem os acordos firmados e os contratos já assinados.

Reflita, amigo leitor: É esse tipo de prefeito que você quer por mais quatro anos???

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

SLZ FASHION WEEK 2012 ESTÁ CANCELADO!!!


Por Hugo Freitas

Mais uma vez o Shopping da Ilha entra no noticiário maranhense de forma negativa. Agora, o evento de moda SLZ Fashion Week 2012, que seria realizado nas dependências do shopping, foi cancelado por falta de estrutura e de segurança do local.

A medida foi tomada logo após uma vistoria conjunta do Corpo de Bombeiros do Maranhão, Vigilância Sanitária, Crea e Promotoria do Consumidor no shopping situado no bairro do Ipase. Durante a visita, os órgãos interditaram a estrutura no piso L4, área destinada para a realização do evento, onde foram encontradas irregularidades referentes a deficiências das estruturas de combate a incêndio.

A vistoria foi feita a pedido da titular da Promotoria de Defesa do Consumidor, Lítia Cavalcante. Segundo ela, o piso L4 ainda está em fase de construção, o que inviabilizaria a realização de qualquer evento no local. "Aquele piso é muito perigoso, não possui rota de fuga", destacou a promotora.

Esta é a segunda interdição feita no Shopping da Ilha em menos de uma semana. No último dia 19, a praça de eventos também foi interditada (veja aqui).

O SLZ Fashion, que é coordenado pela produtora Caco de Telha, de propriedade da cantora Ivete Sangalo, movimenta o mercado da moda na capital há seis anos e estava previsto para ter início nesta terça-feira (25), estendendo-se até o próximo dia 27.

Para a ocasião, eram esperadas as presenças de Sabrina Parlatore, Maria Cândida, Nathália Rodrigues, além de atores, modelos e atrizes globais.

PESQUISA EXATA APONTA NOVA VITÓRIA DE EDIVALDO JR. NO 2º TURNO

Flávio Dino e Edivaldo em caminhada nos bairros de São Luís

Por Hugo Freitas

Divulgada nova pesquisa eleitoral de intenção de votos que aponta vitória do candidato da Coligação "Muda São Luís", Edivaldo Holanda Júnior (PTC), no segundo turno.

Desta vez, os números anunciados pela pesquisa Exata nesta segunda-feira (24), encomendada pelo jornal Aqui MA, pertencente ao grupo O Imparcial, apontam que, se as eleições fossem hoje, o prefeito João Castelo (PSDB), candidato à reeleição, teria 30% dos votos. Já Edivaldo Jr. teria 28%.

Em relação à última pesquisa Ibope, divulgada dia 20 de setembro, o candidato tucano à reeleição caiu 1%, enquanto Holanda Júnior cresceu 2% na preferência do eleitorado ludovicense.

Em terceiro lugar, aparece Washington Oliveira (PT), que tem 13% das intenções de voto. Em seguida vem Eliziane Gama (PPS), com 7%; o ex-prefeito Tadeu Palácio (PP), 5%; Marcos Silva (PSTU), 3%; Haroldo Sabóia (PSOL), 1% e Ednaldo Neves (PRTB), que não pontuou. Brancos e nulos somam 6%. Não sabem e não quiseram opinar, 7%.

Rejeição

No quesito onde os eleitores informam em quem não votariam de jeito nenhum, João Castelo registra o maior índice de rejeição, com 36%. O segundo mais rejeitado é o vice-governador Washington, com 14%. Tadeu Palácio vem na terceira colocação, com 11% de rejeição e Edivaldo, 8%.

Em seguida, vem Haroldo Saboia com 7%, Marcos Silva com 4%, Eliziane Gama com 3% e Ednaldo Neves, 2%. Dos entrevistados, 6% não rejeitam nenhum e 9% não souberam responder.

Segundo Turno

Numa simulação de um eventual segundo turno entre os dois primeiros colocados, Edivaldo Holanda Júnior apresenta 12 pontos à frente de João Castelo. Enquanto o tucano tem 38% dos votos, Edivaldo registra 50% da preferência do eleitorado ludovicense. 9% disseram não votar em nenhum deles e 3% não sabem em quem votar ou não responderam.

A pesquisa ouviu 800 pessoas entre os dias 18 e 22 de setembro e está registrada no TRE sob o protocolo MA-278/2012. A margem de erro é de 4%, para mais ou para menos.

sábado, 22 de setembro de 2012

CALOTE: CASTELO NÃO PAGA A CONTA E CEMAR CORTA A LUZ DA PREFEITURA

O prefeito Castelo não pagou a conta de luz da própria Prefeitura

Por Hugo Freitas

Parece mentira, piada ou perseguição política, mas aconteceu de verdade. Na manhã da última quarta-feira (19), a Cemar cortou o fornecimento de energia elétrica do prédio da Prefeitura de São Luís, o Palácio La Ravardiére, localizado na Avenida Pedro II.

Além do Palácio, residência oficial do prefeito João Castelo, ter ficado às escuras, a Cemar cortou também a luz da Secretaria Municipal de Educação (Semed), situada na Rua 7 de Setembro.

Ambos os cortes foram motivados por falta de pagamento. Isso mesmo, fiel leitor e eleitor. O prefeito de São Luís, João Castelo, não pagou a conta de luz da própria sede da Prefeitura. E ainda se lança a ser candidato à reeleição. Veja aqui 45 motivos para não se votar em Castelo.

Em nota divulgada, a empresa afirmou o seguinte: "A Cemar esclarece que a Prefeitura Municipal de São Luís possui uma pendência relativa ao pagamento do consumo de energia elétrica. Por não obter sucesso, após diversas tentativas de negociar o pagamento da mesma, a Companhia decidiu interromper o fornecimento da energia elétrica na Secretaria Municipal de Educação e na Sede Administrativa do Município”.

A nota informa ainda que a Cemar está conduzindo o assunto junto à Prefeitura Municipal de São Luís com base na legislação do setor elétrico brasileiro.

MANCHETE: PUTA VLT!!!

Manchete do jornal Extra, de São Luís

NA ÍNTEGRA: DEBATE NA OAB-MA ENTRE OS CANDIDATOS A PREFEITO DE SÃO LUÍS

Mais uma vez, Castelo não compareceu a um debate

Por Hugo Freitas

Dos oito candidatos a prefeito de São Luís, cinco se fizeram presentes ao debate organizado pela Sociedade Maranhense de Direitos Humanos (SMDH), União Estadual por Moradia Popular, Cáritas Brasileira Regional Maranhão, Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), Quilombo Urbano, Pastoral da Comunicação, Comitê Padre Josimo, Central de Movimentos Populares, Cooperativa de Mulheres Trabalhadoras da Bacia do Bacanga, jornal Vias de Fato e Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Maranhão (OAB/MA).

Realizado no auditório da OAB-MA, na tarde da última quarta-feira (19), o evento teve transmissão ao vivo pela internet. Mediado por Zaira Sabry Azar (MST), o debate contou com a participação de Edivaldo Holanda Jr. (PTC), Eliziane Gama (PPS), Haroldo Sabóia (PSol), Marcos Silva (PSTU) e Tadeu Palácio (PP).

Não compareceram os candidatos Edinaldo Neves (PRTB), que alegou problemas de saúde, João Castelo (PSDB), candidato à reeleição, e Washington Oliveira (PT), candidato oficial do Sistema Mirante/ Oligarquia Sarney.

Até agora, João Castelo foi o único que não compareceu a nenhum debate já realizado entre os candidatos, mostrando seu total desrespeito aos movimentos sociais, à sociedade maranhense e ao processo democrático. No caso em questão, tanto ele quanto W.O sequer enviaram representantes de suas coordenações de campanha para a reunião que definiu as regras do evento.

Acompanhem a íntegra do debate "pescado" no Blog de Zema Ribeiro:



Eleição da OAB-MA terá interferência política de Ricardo Murad


A atuação política do secretário de estado da Saúde, Ricardo Murad, não se resume às eleições municipais, ao parlamento e polícias governamentais. O deputado estadual licenciado, que deve assumir a vice-presidência da Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão em janeiro de 2013, expande seus tentáculos em outras direções.

Nas eleições da Ordem dos Advogados do Brasil-seccional do Maranhão, a onipresença de Ricardo ficará patente. Lançado na última quarta-feira (12) pela OAB-MA, o edital de convocação das eleições (veja aqui) estabelece até o dia 16 de outubro o prazo final para inscrições de chapas.

Contrariado pelo presidente da instituição, advogado Mário Macieira (primo da governadora), o cunhado de Roseana, Ricardo Murad, se prepara para dar o troco. Deve apoiar o irmão Samir Murad, impedido de participar da lista sêxtupla da Ordem e disputar vaga no TJ-MA por decisão do colegiado liderado por Macieira.

Há ainda possibilidade de Ricardo apoiar outra chapa de laranjas, a depender da oferta de financiamento de campanha num processo similar ao que ocorre nas eleições municipais pelo país.

Macieira, apesar da ligação genealógica com os sarneys, não fez o dever de casa como recomendado. Aproveitou para mostrar autonomia no episódio Convento das Mercês em que a OAB-MA defendeu a inconstitucionalidade da incorporação da Fundação pelo Estado do Maranhão.

Embora tudo possa ser resolvido em família, Murad é um percalço para a reeleição de Macieira.

Fonte: Blog do Henrique Bóis
Editado por: Hugo Freitas

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

45 MOTIVOS PARA NÃO VOTAR EM CAOSTELO!!!


1- São Luís é hoje uma das capitais mais esburacadas do Brasil;

2- A cidade mais parece um grande lixeiro a céu aberto;

3- Os gastos com a coleta de lixo aumentaram em 400% nos últimos quatro anos: de R$ 4 milhões para R$ 16 milhões/mês;

4- A prefeitura recicla o asfalto velho, retirado das avenidas, e reutiliza nos bairros da periferia da capital;

5- João Castelo foi envolvido no esquema de agiotagem que tirou a vida do jornalista Décio Sá. A sua filha, deputada Gardeninha Castelo, foi citada em um dos depoimentos como cliente do agiota Gláucio Alencar;

6- É o segundo gestor municipal mais bem pago do Brasil. E, ainda assim, figura como o 15° pior prefeito das capitais (segundo o Ibope);

7- Segundo pesquisa do INESC, é o 8º prefeito menos transparente do país;

8- Não implantou instrumentos de controle e transparência de gastos públicos na prefeitura, como a Lei de Acesso à Informação e o Portal da Transparência;

9- Segundo o Ministério Público Federal, a gestão Castelo reteve mais de 15 milhões de reais da verba do Fundeb destinados à educação [mesmo crime pelo qual responde atualmente a prefeita de Paço do Lumiar, Bia Venâncio, que recebeu um "presente" da Polícia Federal, uma tornozeleira eletrônica de monitoramento (veja aqui)];

10- O prefeito de São Luís desapareceu com os 70 milhões de reais do convênio firmado no governo Jackson Lago;

11- Castelo aumentou o IPTU em 8.000%;

12- Foi o responsável pela mais longa greve de rodoviários da história do país.

13- Acusou o povo de tentar saquear o Caminhão do Peixe no bairro do Coroadinho;

14- Não satisfeito em mandar descer o cacete nos estudantes na greve da meia passagem, em 1979 (veja aqui), repetiu a pancadaria durante protesto dos estudantes realizado no ano passado;

15- Agride a população, trata professores com desrespeito e não dialoga com a imprensa;

16- Derrubou o IDEB das escolas em São Luís;

17- Adiou o início do semestre letivo em São Luís em mais de 200 dias;

18- Sumiu com a verba destinada à merenda nas escolas do município durante o 1º semestre letivo;

19- Cruzou os braços para favorecer a governadora Roseana Sarney nas eleições de 2010;

20- Deixou as feiras e mercados da capital em situação precária;

21- Aplicou um golpe de R$ 6 milhões na área de cultura: Não pagou o São João, Feira do Livro, Carnaval e nem o Rei Momo;

22- Abandonou o Centro Histórico;

23- É um dos responsáveis pela interdição de todas as praias da capital;

24- Não implantou o novo Anel Viário prometido em 2008;

25- Não fez o viaduto do Calhau;

26- Não fez o "Palafita Zero";

27- Não concluiu a obra do Canal do Coroado;

28- Não fez o Hospital de Urgência e Emergência;

29- Não fez o Viaduto da Forquilha;

30- Não reimplantou o Bom Preço;

31- Desarmou o Circo da Cidade;

32- Abandonou os cinco Terminais de Integração;

33- Transformou o transporte público de São Luís em um dos mais caros e sucateados do país;

34- Transformou a EMAP em um cabide de empregos e quase quebrou o Porto do Itaqui;

35- Transformou o projeto do Veículo Leve Sobre Trilhos (VLT) num mero instrumento eleitoreiro;

36- Não licitou nem fez estudo de impacto ambiental do VLT;

37- Transformou os Socorrões I e II em depósitos de doentes;

38- Não confia na saúde pública municipal. Em abril, teve um quadro de desidratação e foi se tratar no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo;

39- Colocou São Luís na posição de 27ª cidade mais violenta do mundo;

40- Transformou o trânsito da capital em um verdadeiro caos;

41- Vai gastar R$ 20 milhões na campanha de reeleição;

42- É um empresário falido e caloteiro. Quebrou todas as empresas que administrou: Química Norte, Fazenda Modelo e Jornal de Hoje;

43- Fazendo jus à fama de caloteiro, não pagou as contas de luz e telefone dos órgãos da Prefeitura, como Semed, Semus, Semfaz e até o Palácio de La Ravardière, que ficaram às escuras e sem comunicação;

44- Acumula milhões em dívidas trabalhistas e fiscais das empresas que faliu;

45- É um político atrasado, com ideias e práticas ultrapassadas, que nos últimos quatro anos se mostrou incapaz de gerir uma cidade que cresce e clama por mudanças. E por isso, embora queira, não merece mais quatro anos à frente da Prefeitura de São Luís.

Hugo Freitas
Com informações do Blog Marrapá