sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

"AMOR À VIDA" PROTAGONIZA PRIMEIRO BEIJO GAY NUMA NOVELA DA GLOBO

Félix (Mateus Solano) e Niko (Thiago Fragoso) eternizam-se na teledramaturgia global

Quase duas horas depois do início do capítulo final de Amor à Vida, Félix (Mateus Solano) e Niko (Thiago Fragoso) protagonizaram o primeiro beijo gay em uma produção de teledramaturgia da Globo.

Na cena em que o dono de restaurantes se despede do vilão com um beijo no rosto, Félix o segura pelo braço e, em seguida, os dois se beijam.

A prévia de audiência divulgada poucos minutos após a cena informa que o capítulo marcou 44 pontos no Ibope e 61% de share (participação no total de TVs ligadas). Cada ponto equivale a 65 mil domicílios na Grande SP.

Na internet, havia uma torcida grande para que o beijo acontecesse. Na lista dos dez assuntos mais comentados no Twitter no Brasil estava a hashtag "BeijaFélixeNiko", que chegou a ficar em primeiro lugar.

Na trama, César (Antonio Fagundes) continua a desaprovar a orientação sexual do filho, que passou a cuidar do pai em sua casa na praia. Quando o ex-diretor do fictício hospital San Magno recebeu a visita do neto, Jonathan (Thalles Cabral), que foi acompanhado pela namorada, o médico fez questão de alfinetar Félix. “Pelo menos você é macho. Eu estou engolindo essa situação aqui”, disse diante do casal gay.

Uma tentativa frustrada de beijo entre personagens do mesmo sexo em novela da Globo aconteceu em Mulheres Apaixonadas (2003), em que o casal de lésbicas vividas por Alinne Moraes e Paula Picarelli apenas encostavam os rostos. Em 2011, o SBT exibiu o beijo entre as personagens de Luciana Vendramini e Giselle Tigre na trama de época "Amor e Revolução".

Fonte: Estado de S.Paulo

Acompanhe o Blog do Hugo Freitas pelo Twitter e Facebook

"PELAS CONTAS DO ROSÁRIO": EDIVALDO "SARNEYZOU" E FÉLIX CAIU DA "PRESIDÊNCIA" DA SEMUS

Cesar Felix não é o mais o secretário de Saúde de São Luís. Em seu lugar, assume a vereadora Helena Duailibe, do PMDB, partido da governadora Roseana Sarney

Por Hugo Freitas

O dia de hoje já pode ser considerado "histórico" dentro do cenário político maranhense.

Mais uma "queda" foi anunciada no secretariado do prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PTC). Se não perdemos as contas, já é a oitava troca de secretários em pouco mais de um ano de gestão.

Porém, o mais intrigante desta vez não é quem sai, mas sim quem entra na administração holan"dina" (ou será holandesa mesmo?).

Depois de muito "ter salgado a Santa Ceia", na manhã desta sexta-feira (31), o prefeito Edivaldo anunciou que Cesar Felix não está mais à frente da Secretaria Municipal de Saúde (Semus). Em seu lugar, assume a médica e vereadora Helena Duailibe (PMDB).

Cesar Felix, que curiosamente encerra em sua identificação dois dos principais personagens da novela das nove da Globo, sendo ambos ligados a um hospital, deixa a secretaria após uma série de denúncias e reportagens sobre "O Caos na Saúde Pública de São Luís" (confira aqui), levando a uma verdadeira tragédia humana vivenciada cotidianamente nos socorrões da cidade (veja aqui).

De olho na eleição do pai, Edivaldo abre espaço para o PMDB da "oligarquia Sarney" em sua gestão

Para aumentar ainda mais "as contas do rosário", o Felix da capital era subordinado ao PCdoB, que comandava a pasta da Saúde, um dos maiores orçamentos da Prefeitura de São Luís.

Com a decisão de substituí-lo pela peemdebista Helena Duailibe, Edivaldo diminui os poderes comunistas dentro de sua gestão e, "espantosamente", abre espaço para o PMDB, partido da governadora do Maranhão, Roseana Sarney, e de muitos membros que integram a famigerada "oligarquia Sarney", contra a qual Edivaldo e seu tutor Flávio Dino, pré-candidato ao Governo do Maranhão, dizem tanto lutar.

O que se pode depreender, de fato, desta minuciosa engenharia política, que ofusca até mesmo o trajeto percorrido pelo três reis magos para despistar Herodes, é que o prefeito Edivaldo busca apoio do PMDB para a candidatura de seu pai a deputado estadual, o ex-parlamentar Edivaldo Holanda Braga, que sempre teve (e ainda mantém) boas relações com a família Sarney.

Ao mesmo tempo, o prefeito da "mudança" acena para o governo Roseana de que nada está decidido sobre alianças no campo da "oposição" maranhense.

Trocando em miúdos, como diz o jargão popular, Edivaldo "sarneyzou" e o Félix, diferentemente do da novela, que parece que volta ao hospital San Magno no último capítulo, caiu definitivamente da "presidência" da Semus.

Acompanhe o Blog do Hugo Freitas pelo Twitter e Facebook

FLÁVIO DINO: "A PERSONIFICAÇÃO DO PARADOXO"

Entrevista de Flávio Dino ao portal UOL demarcou uma "mudança": no olhar da mídia nacional sobre o comunista

Por Hugo Freitas

Com muito "espanto", li hoje a entrevista do pré-candidato ao Governo do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), concedida ao portal UOL Notícias e veiculada pelo partido comunista em seu site oficial, o Portal Vermelho.

Tal "espanto" se deu por duas observações cruciais: primeiro, a de que o título do texto do portal paulista não condiz com seu conteúdo. Eu passaria batido se me detivesse apenas no título, simploriamente assim expresso: "Flávio Dino diz que chegou o momento da mudança".

Então, pensei: Flávio concedeu uma entrevista ao portal UOL apenas para repisar o discurso bate-estaca da mudança? Praticamente, todos os textos veiculados pelo grupo midiático dinista versam ou tergiversam sobre a tal musa "mudança".

A aparente "falta de criatividade" atende bem, no entanto, a um propósito estratégico e específico: o de veicular, repetidas vezes, e quantas vezes mais, o mesmo enfadonho vocábulo "mudança", que, por si só, nada significa, em se tratando de uma disputa eleitoral onde há muito mais repetição do que inovação das carcomidas, porém eleitoralmente "rentáveis", práticas politiqueiras que vigem em nosso Estado.

O outro ângulo que me despertou a atenção foi contemplar, ao fim do texto do UOL, que não se tratava de mais um libelo enaltecedor do "prodigioso" Flávio Dino, como acontece em quase todas as entrevistas concedidas pelo comunista aos veículos midiáticos locais e nacionais.

Pelo contrário, trata-se de uma matéria que chama a atenção do público para as contradições de Flávio em sua busca pela conquista do poder no Maranhão, versando desde o cargo que ocupa, a presidência da Embratur (prestes a deixá-lo), órgão subordinado ao ministro do Turismo, Gastão Vieira (PMDB), membro do grupo adversário frontalmente combatido pelo comunista: a "oligarquia Sarney"; passando pelo "namoro" antes do "casamento" com partidos que fazem oposição ao PT da presidente Dilma (aliado histórico de Flávio) na esfera federal, como PSDB e PSB, e chegando ao ponto da gestão de Dino à frente da Embratur, que não conseguiu reduzir preços de passagens aéreas e locações de quartos de hotéis, com forte tendência de aumento por ser o ano da Copa no Brasil. Dino culpa a FIFA por tal "descalabro".

Tudo isso passou pelo crivo do PCdoB (que não deixa nada de "negativo" sobre a imagem de seu candidato sem "resposta"), mas não sem um título que direcionasse o olhar do público para outras veredas, que não as críticas apontadas pelo UOL ao Flávio Dino.

Assim, visando alcançar maior "fidelidade" entre título e matéria, nada melhor do que chamar a atenção do leitor para o referido texto destacando a frase de abertura do mesmo: "Flávio Dino tornou-se a personificação do paradoxo".

Confira a íntegra do texto do portal UOL Notícias veiculado no site oficial do PCdoB:

Flávio Dino diz que chegou o momento da mudança

O presidente da Embratur, Flávio Dino, tornou-se a personificação do paradoxo. Adversário político da família Sarney, Dino está subordinado ao ministro Gastão Vieira (Turismo), um apadrinhado do patriarca José Sarney. Na semana que vem, trocará o cargo que ocupa no governo de Dilma Rousseff por um projeto que tem como potenciais parceiros Aécio Neves e Eduardo Campos, os dois principais antagonistas da presidente.

Filiado ao PCdoB, uma logomarca que vem sempre enganchada ao PT, Dino se equipa para disputar o governo do Maranhão sem o apoio de Lula, Dilma e do petismo federal. Em entrevista, ele definiu como “um bom namoro” o esforço que realiza para atrair o PSDB e o PSB para sua coligação. Se a coisa evoluir para o “casamento”, como espera, Dino vai franquear seu palanque estadual a Aécio e Campos, os rivais de Dilma. “Serei um bom anfitrião de ambos”, declara.

O repórter perguntou a Dino por que Lula e Dilma preferem apoiar o candidato a ser indicado pelos Sarney a optar pelo nome do PCdoB. E ele: “…Não consigo crer que o presidente Lula ou a presidenta Dilma, com o conhecimento que têm da realidade do Estado, ignorem que esse regime político que lá está deve ser superado. Tenho certeza que os dois acham isso. Agora, qual vai ser a atitude concreta durante a campanha realmente eu não sei.”

Dino diz não ter desistido de incorporar o PT à sua caravana. Ele idealiza para o Maranhão algo que sucedeu no Acre em 1998. “Quando foi para derrotar o crime organizado, representado na ocasião pelo Hildebrando Pascoal e as forças políticas que ali se aglutinavam, houve uma aliança PT-PSDB, que levou à eleição do hoje senador Jorge Viana (PT).”

Não é um exagero comparar Roseana Sarney e o pai dela a Hildebrando Pascoal, o ex-deputado federal que se notabilizou por passar suas vítimas nas armas e na motosserra? Não, Dino não considera exagerada a comparação. “São modelos que concentram poder na mão de poucos e exercem esse poder às vezes com métodos que são ilegais. Esse é o sentido da comparação”, diz ele.

Dino prosseguiu: “Infelizmente, o Estado democrático de direito ou os valores da República não chegaram totalmente aos corredores do poder no Maranhão. Então, práticas ilegais são muito rotineiras lá. É esse o sentido da comparação. Há um pequeno grupo que concentra poder e riqueza e que mantém esse poder ilegalmente. Por isso é preciso uma ampla união de forças que tenham aptidão, vontade e coragem para enfrentar esse sistema de poder.”

Bem posto nas sondagens eleitorais, Dino se refere ao PT com uma ponta de ironia: “Assim como na Bíblia está registrado que ninguém serve a dois senhores, é preciso que o PT, afinal, trilhe o seu caminho [no Maranhão]. Enquanto isso, nós estamos buscando as composições com as forças locais que possam nos ajudar.”

O que ocorreria na cena federal se o PT do Maranhão rompesse com a família Sarney? “Tudo poderia acontecer, inclusive nada”, afirma Dino. “Acho que, mais provavelmente, nada.” O repórter insistiu: o senador Sarney não soltaria marimbondos de fogo? “Certamente não”. Para Dino, Sarney tem tantos interesses a defender no poder federal que “valorizaria esses interesses acima do mal-estar” maranhense.

Dino deixará a Embratur sem conseguir devolver para patamares razoáveis os preços a serem cobrados pelos hotéis brasileiros durante a Copa do Mundo. Desde o ano passado, a pasta do Turismo estima que os preços das diárias hoteleiras sofrerão variações de até 580%. “Creio que nós conseguimos evitar uma expansão ainda maior nos preços”, diz o ainda presidente da Embratur. Ele avalia que a situação “pelo menos não piorou”.

Dino culpa a Fifa pelo descalabro. “Foi o modelo de negócios adotado pela Fifa e pela Match [agência operadora da Fifa] que levou a uma escassez de apartamentos disponíveis no mercado. A Match se antecipou, fez contratos a preços muito altos com as redes hoteleiras. Contratou os apartamentos por 70% da tarifa-balcão, que nós sabemos que é uma tarifa irreal, que não é praticada. Sobre essa tarifa, a Match colocou a sua taxa de intermeidação. Em alguns casos superior 40% sobre o valor do aopartamernto. Eles balizaram o preço para cima.”

Fonte: UOL Notícias

Acompanhe o Blog do Hugo Freitas pelo Twitter e Facebook

quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Líderes do PDT retomam discussões sobre candidatura própria ao Governo do Maranhão

Chico Leitoa, Hilton Gonçalo, Aristeu Barros, Deoclides Macedo e Padre Fábio em encontro para discutir candidatura própria do PDT ao governo

O pré-candidato ao governo do estado, Hilton Gonçalo, esteve reunido nesta quarta-feira (30) com dirigentes do PDT e membros do partido para retomar as discussões de sua candidatura e avaliar o atual cenário político.

Participaram do encontro o vice-presidente da legenda e ex-deputado estadual, Chico Leitoa; o 2º vice-presidente e ex-prefeito de Porto Franco, Deóclides Macedo; o pré-candidato a deputado estadual Aristeu Barros e o ex-vice-prefeito de Brejo de Anapurus, Padre Fábio.

Durante o encontro, ficou reafirmado o apoio dos participantes à candidatura própria ao governo.

“O PDT é um partido democrático, já conversamos com o Julião Amim e o Weverton [Rocha] também me garantiu que posso me articular internamente para viabilizar minha candidatura. Se a maioria dos membros do diretório entender que minha candidatura é importante, serei candidato e aqui tenho dois membros da executiva favoráveis a essa tese”, informou Hilton Gonçalo.

Chico Leitoa, vice-presidente do PDT no Maranhão, voltou a declarar na reunião que o partido deve manter a sua representatividade política e que, por isso, a ideia de lançar uma candidatura própria é extremamente viável e fundamental para que a sigla obtenha sucesso nas urnas este ano.

Durante o encontro, Leitoa relembrou que o PDT tem importantes nomes e é o partido que reúne uma das maiores militâncias no estado, além de ter condições reais de eleger uma das maiores bancadas na Assembleia Legislativa.

O ex-prefeito de Porto Franco, Deoclides Macedo, também é defensor dessa tese. Ele não tem dúvida que a oposição será vitoriosa no final dessa eleição, mas que o campo político permite uma abertura de várias candidaturas, o que fortalece a democracia.

Já o Aristeu Barros e o Padre Fábio declararam que já vem mobilizando lideranças de Presidente Dutra e Brejo de Anapurus para declarar apoio à candidatura de Hilton Gonçalo, que é reconhecido pelo destacado trabalho desempenhado na cidade de Santa Rita, ao longo de duas gestões como prefeito.

O encontro articulado por Chico Leitoa e Hilton Gonçalo faz parte de uma série de atividades programáticas, idealizadas para a construção e discussão da candidatura própria da legenda trabalhista ao governo do estado.

Para a próxima semana, está agendada uma reunião mais ampla na sede do PDT em São Luís, para que o assunto volte à pauta e seja desenhada a estratégia a ser tomada em 2014.

Trocando em miúdos, o PDT volta a "ameaçar" que se não tiver a vaga de vice na chapa majoritária de Flávio Dino (PCdoB) sairá para a disputa ao governo com candidatura própria.

É aguardar e conferir o desenrolar desta "novela".

Acompanhe o Blog do Hugo Freitas pelo Twitter e Facebook

quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

DIRETOR DO SOCORRÃO I É DENUNCIADO AO MINISTÉRIO PÚBLICO

Érico Cantanhede, diretor geral do Socorrão I, é acusado de ameaçar servidores e de exercer outras atividades remuneradas durante o expediente de trabalho no hospital

Por Hugo Freitas

O Sindicato dos Enfermeiros do Estado do Maranhão protocolou no Ministério Público do Maranhão uma representação contra o diretor geral do Hospital Municipal Djalma Marques, Socorrão I, o médico Érico Cantanhede, por supostos atos de improbidade administrativa.

No documento, o sindicato da categoria de profissionais do Socorrão I acusa Érico Cantanhede de cometer inúmeros abusos de poder, desvios de conduta e atos ilícitos na administração do maior hospital de urgência/emergência da capital.

Entre as denúncias que pesam contra Érico, estão "frequentes ameaças a servidores" com cortes de gratificações previstas em Lei, aumento abusivo da carga horária de trabalho, "25% a mais que a jornada habitual", "omissão de responsabilidade" por exercer outras atividades remuneradas durante o horário de trabalho no hospital, como prestar serviços médicos no município de Peritoró e exercer a docência no faculdade particular Uniceuma, com o agravante de favorecer estagiários da instituição de ensino em detrimento de outras faculdades.

O documento é enfático ao asseverar que o médico Érico Cantanhede imprime um "modelo de gestão cruel e desumano" no Socorrão I, o que vem "ocasionando diversos transtornos ao andamento da assistência à população de São Luís".

Por fim, o Sindicato dos Enfermeiros pede que o Ministério Público investigue a atuação de Érico à frente do hospital, cujas ações podem ser caracterizadas como crime de improbidade administrativa (confira a íntegra do documento ao fim do post).

Servidores protestam pelo fim do abuso de poder do diretor do Socorrão I e por melhores condições de trabalho

PARALISAÇÃO

Na manhã desta quarta-feira (29), os servidores do Socorrão I cruzaram os braços em sinal de protesto contra a administração de Érico Cantanhede. Na "paralisação de advertência", que fechou temporariamente a Av. das Cajazeiras e impediu o tráfego de veículos no local, os profissionais reivindicaram melhorias das condições de trabalho e o fim da tragédia humana que acontece nos corredores do maior hospital de urgência e emergência do Maranhão (confira aqui).

Enquanto o prefeito Edivaldo Holanda acertou na escolha de Geraldo Castro para a Educação, errou (e insiste no erro) ao nomear Érico Cantanhede para a direção do Socorrão I e Cesar Felix para a Secretaria de Saúde, já que ambos vêm demonstrando total incompetência na resolução dos graves problemas que assolam a população que recorre à rede municipal de saúde.

Confira, abaixo, o documento protocolado no Ministério Público pelo Sindicato dos Enfermeiros do Maranhão:



Acompanhe o Blog do Hugo Freitas pelo Twitter e Facebook

Secretaria de Educação garante 25 mil novas vagas para rede municipal de ensino

Geraldo e Edivaldo em visita a uma escola pública de São Luís

A Secretaria Municipal de Educação (Semed) abre, a partir desta quarta-feira (29), período de matrículas para 25 mil novos estudantes nas escolas da Educação Infantil e Ensino Fundamental da rede municipal de ensino. O prazo vai até esta sexta-feira (31).

Com as novas inscrições, a rede terá mais de 90 mil crianças e adolescentes, distribuídas em cerca de 250 escolas.

Para fazer a matrícula, a Semed pede aos pais e responsáveis que apresentem os seguintes documentos: certidão de nascimento ou carteira de identidade da criança, carteira de identidade e CPF do responsável pela criança, comprovante de residência, cartão do Bolsa-Família (se houver), cartão do SUS e caderneta de vacinação devidamente atualizada, no caso de crianças de até seis anos.

"Temos que colocar todas as crianças dentro da escola", asseverou Geraldo Castro

Entretanto, o titular da Semed garante que nenhuma escola deixará de receber a matrícula de uma criança se não forem apresentados todos os papéis necessários.

“Nenhuma criança será barrada por falta de documentos. Temos que colocar todas as crianças dentro da escola. Esse é o padrão do Ministério da Educação, do Unicef, do qual o prefeito Edivaldo Holanda Júnior não abre mão”, disse o secretário de Educação, Geraldo Castro.

Procedimentos para matrícula

A Unidade de Ensino Básico (UEB) Darcy Ribeiro receberá a matrícula dos estudantes que desejam frequentar a creche Darcy Ribeiro, e as escolas Nadir Moraes, Rosa Mochel e Vera Macieira.

Já a UEB Luís Viana atenderá a quem deseja estudar no anexo das escolas Raio de Luz e Ipase de Baixo, além das escolas Miguel Lins, Nielza Matos e Rivanda Berenice Braga.

Nesses casos, basta ir a uma das duas escolas com a documentação correspondente e especificar a unidade de ensino para a qual deseja matrícula.

Nas demais escolas da rede municipal de ensino, a matrícula será efetuada de maneira tradicional. Os pais devem dirigir-se diretamente às escolas onde desejam matricular os filhos.

Acompanhe o Blog do Hugo Freitas pelo Twitter e Facebook

Flávio Dino inicia viagens pelo Maranhão

Flávio deve deixar a presidência da Embratur em fevereiro

Por Hugo Freitas

Pré-candidato ao governo do Maranhão, o presidente da Embratur, Flávio Dino (PCdoB), inicia viagens pelo estado no próximo sábado (01/02). A primeira cidade a receber a visita do comunista será Codó.

Dino já pediu o desligamento da Embratur para a presidente Dilma Rousseff. Ele deve deixar o órgão em fevereiro para se dedicar exclusivamente ao seu projeto eleitoral.

Segundo informou o portal Poder Online, Flávio deve adotar, nos próximos dias, a estratégia de manter-se distante da polêmica envolvendo a violência no presídio de Pedrinhas, mesmo depois de ter se posicionado sobre o assunto diversas vezes em inúmeros canais midiáticos e nas redes sociais.

O comunista tenta seguir a mesma linha adotada (e tão criticada) por seu principal adversário na disputa eleitoral, o secretário estadual de Infra-estrutura, Luís Fernando (PMDB), que utilizou o silêncio como tática de não-municiamento para o grupo midiático oposicionista e, com isso, evitou criticar o governo do qual faz parte.

Acompanhe o Blog do Hugo Freitas pelo Twitter e Facebook

terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Pré-candidato Luiz Pedro recebe visita do prefeito de Barreirinhas

Luiz Pedro, pré-candidato a deputado estadual, em conversa informal com Léo Costa, prefeito de Barreirinhas

A temporada de apoio às pré-candidaturas à disputa eleitoral de 2014 está a pleno vapor. Nomes fortes da política maranhense, como o de Luiz Pedro (PCdoB), ex-deputado estadual por dois mandatos, começa a ser lembrado nas rodas de conversas da classe política e da imprensa.

Na manhã desta segunda-feira (27), setores da imprensa e agentes políticos simpáticos à pré-candidatura de Luiz Pedro para deputado estadual reuniram-se na residência de Aziz Santos, ex-secretário de Planejamento do Governo do Estado, para um café da manhã promovido pelo próprio Aziz.

Em uma conversa informal, os presentes na reunião foram unânimes na crença de que o nome de Luiz Pedro representa um sentimento de resistência política, e, suprapartidariamente, recebe apoio daqueles que pensam na mudança das velhas práticas, pelo fato de reunir a experiência necessária para apoiar o pré-candidato ao Governo do Estado, Flávio Dino.

Jornalistas, demais setores da imprensa e agentes políticos estiveram presentes no café da manhã e se mostraram simpáticos à pré-candidatura de Luiz Pedro para o Parlamento estadual

Durante o café da manhã, foi bastante enfatizado o papel primordial que tem um parlamento forte dentro de um processo de mudança no Executivo. Ao fim da reunião, o pré candidato a deputado estadual Luiz Pedro agradeceu a presença de todos e o apoio de primeira hora do companheiro de lutas Aziz Santos.

"A mudança no executivo precisa de Flávio Dino e para auxiliar essa mudança precisa de deputados como Luiz Pedro com experiência política", declarou Aziz Santos, anfitrião do café da manhã.

Na ocasião, o prefeito de Barreirinhas, Léo Costa, junto à primeira dama, Sandra Torres, reencontraram Luiz Pedro com a energia digna de companheiros que já militaram anos juntos. Ao tomar a palavra, Léo Costa manifestou sua alegria pela iniciativa de Luiz Pedro em colocar seu nome para o julgamento da população num momento de extrema importância para os destinos do Maranhão.

“Luiz Pedro na Assembléia será o mais legítimo representante e porta-voz do legado do ex-governador Jackson Lago, pelos seus anos de luta conjunta e sua compreensão dos problemas e desafios do Maranhão, além do que Flávio Dino, eleito governador, precisará de uma bancada de deputados comprometidos com a mudança, com os avanços”, disse o prefeito de Barreirinhas.

Acompanhe o Blog do Hugo Freitas pelo Twitter e Facebook

segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

Wellington do Curso acompanha Eliziane em reunião com PSC

Eliziane, Costa Ferreira e Wellington conversam sobre possibilidade de aliança nas próximas eleições

Na tarde da última sexta-feira (24), o vice-presidente do Diretório Estadual do PPS, Wellington do Curso, acompanhou a deputada estadual Eliziane Gama e uma comitiva da legenda socialista em uma visita de cortesia aos membros do PSC no Maranhão.

O encontro foi realizado na sede do PSC em São Luís. A comitiva do PPS foi recebida pelo deputado federal Costa Ferreira, presidente do PSC no Maranhão.

"Estamos em um amplo processo de discussão com alguns partidos e buscando alianças para o fortalecimento do projeto majoritário do PPS nas próximas eleições", destacou o pré-candidato a deputado estadual Wellington do Curso, diretor do "Curso Wellington", preparatório para concursos públicos.

"Vamos nos reunir, também, com o presidenciável do PSC e se a parceria entre nossos partidos for confirmada, o PPS dará palanque ao Pastor Everaldo no Maranhão”, explicou a pré-candidata ao governo do estado, Eliziane Gama, ao ressaltar o projeto majoritário do partido, que corresponde aos anseios populares.

Membros do PPS foram bem recebidos pelo dirigente do PSC maranhense

O deputado federal Costa Ferreira afirmou ter simpatia com o PPS e agradeceu a visita de cortesia dos membros do partido. "O PSC, como partido político, tem liberdade para receber todos que pretendem ocupar cargos majoritários. Já recebemos Flávio Dino, Luis Fernando e hoje recebemos a deputada Eliziane Gama, pré-candidata do PPS, e ficamos satisfeitos com esta atitude", afirmou o dirigente.

Apesar do PSC ser da base do Governo Roseana Sarney, a direção nacional ainda está conversando para decidir com quem irá caminhar nas eleições de outubro. E é de olho nessa abertura de diálogo que o PPS de Eliziane e Wellington pretende buscar apoio do PSC, visando as eleições majoritária e proporcional.

Acompanhe o Blog do Hugo Freitas pelo Twitter e Facebook

Saque de pagamento para cooperados da Educação de São Luís começa nesta segunda-feira (27)

Começa hoje (segunda-feira, 27) o saque do pagamento das primeiras parcelas do acordo feito com cooperados e terceirizados das empresas Multicooper e Result Consultoria e Gestão que prestaram serviço para a Prefeitura de São Luís.

O saque poderá ser feito na agência da Caixa Econômica situada no Tribunal Regional do Trabalho (TRT), no bairro da Areinha.

Os trabalhadores serão pagos em grupos de cem por dia, obedecendo à ordem alfabética, conforme despacho assinado na última quinta-feira (23) pela juíza substituta Angelina Moreira de Sousa Costa.

A lista com o cronograma de pagamento dos trabalhadores está disponível no mural do Fórum Astolfo Serra, na sede do Tribunal Regional do Trabalho 16ª região, e também no site da Prefeitura de São Luís (www.saoluis.ma.gov.br).

Para receber o valor, é preciso ir à agência da Caixa Econômica Federal situada no TRT portando apenas o Cadastro de Pessoa Física (CPF) e a carteira de identidade para preencher a documentação necessária. Não é necessário contratar advogado nem pagar nenhum tipo de honorário.

"Buscamos, incessantemente, viabilizar o pagamento dos cooperados e terceirizados o quanto antes", afirmou Geraldo Castro

ACORDO

Mais de 700 trabalhadores aderiram ao acordo, resultado de conciliação de ação civil pública conduzida pela vara trabalhista e homologada pelo Procurador Regional do Trabalho Maurel Mamede Selares.

O montante necessário para dar início à quitação do débito foi depositado pela Prefeitura de São Luís em conta judicial do Banco do Brasil no último dia 15, e corresponde a mais de meio milhão de reais – suficiente para assegurar aos trabalhadores o pagamento de três parcelas do acordo de uma só vez. Com isso, cada trabalhador receberá a quantia de R$ 724, correspondente a um salário mínimo.

“Buscamos, incessantemente por meio da nossa Assessoria Jurídica, viabilizar o pagamento dos cooperados e terceirizados o quanto antes. A homologação do acordo por parte da Justiça do Trabalho evidencia a seriedade e a verdade, marcas da gestão do prefeito Edivaldo Holanda Júnior”, disse o secretário municipal de Educação, Geraldo Castro.

De acordo com o titular da Semed, o recurso, depositado no dia 15 pela Prefeitura de São Luís, já garantia o pagamento: restava apenas a conclusão dos trâmites legais.

Desde o início, Geraldo Castro tem trabalhado conjuntamente com o empenho e a dedicação da Justiça do Trabalho, buscando garantir a máxima celeridade a todos os procedimentos.

Com a assinatura do acordo pelos três líderes da comissão dos trabalhadores – Flávia Fernanda Ramos de Sousa, Ildelina Sá da Silva e Joelma Viana Cantanhede – deixou de existir a obrigação de se realizar uma audiência pública para tratar do assunto e nem de intimar, individualmente, cada um dos reclamantes, o que também agilizou os trâmites.

MEMÓRIA

O débito com os cooperados e terceirizados das empresas Multicooper e Result Consultoria e Gestão foi deixado pela gestão anterior. Após várias rodadas de negociações, no mês de dezembro a Prefeitura de São Luís propôs um acordo individual como forma de conciliação, parcelando os valores devidos de acordo com os recursos orçamentários disponíveis.

Esse pacto foi assinado por mais de 700 trabalhadores entre os dias 18 de dezembro de 2013 e 7 de janeiro de 2014.

Acompanhe o Blog do Hugo Freitas pelo Twitter e Facebook

sábado, 25 de janeiro de 2014

BIBLIOTECAS PARA TODOS


Confira a íntegra da Lei n. 12.244 de 2010, que dispõe sobre a universalização das bibliotecas nas instituições de ensino do País: http://bit.ly/KsY2oo.

Conheça também o acervo digital mantido pelo governo federal, onde você encontra, gratuitamente, livros, músicas, vídeos e mais: www.dominiopublico.gov.br.

Acompanhe o Blog do Hugo Freitas pelo Twitter e Facebook

QUEM AINDA TEM? Orkut completa 10 anos de existência


Criada em 24 de janeiro de 2004, a rede social Orkut completou dez anos nesta sexta-feira (24). O serviço, que já foi a rede social mais popular do Brasil, hoje tem audiência pequena.

Segundo dados da Serasa Experian Hitwise, o Orkut teve apenas 0,64% de todas as visitas em redes sociais no mês de dezembro no País. O serviço fica em sétimo lugar do ranking, bem atrás dos líderes Facebook (68%) e Youtube (21,1%) e abaixo também de Twitter (1,77%), Ask.FM (1,69%), Yahoo Answers (0,97%) e Instagram (0,67%).

O Orkut, entretanto, está à frente do Google+, que obteve 0,47% das visitas, de acordo com a Hitwise. O Google+ é a rede social em que o Google concentra todos os seus esforços. Aos poucos, ela está sendo integrada a outros serviços muito populares do Google, como Gmail e Youtube. Mas, de acordo com os dados da Hitwise, todo esse esforço ainda não se traduziu em audiência no País.

Trajetória

O Orkut começou a fazer sucesso no Brasil ainda em 2004 e logo se tornou líder na categoria de redes sociais. Na época, o Facebook era apenas um projeto de Mark Zuckerberg e o Myspace era a maior rede social do mundo.

O Myspace ganhou uma versão para o Brasil em 2007, mas isso não foi suficiente para abalar a liderança do Orkut. A mudança veio apenas no final de 2011, quando o Facebook, que havia crescido 192% naquele ano, passou o Orkut em número de usuários no Brasil.

Em janeiro de 2012, a Comscore apontava que a rede de Mark Zuckerberg tinha 36 milhões de visitantes, contra 34,4 milhões do Orkut. A partir daquele momento, o Facebook consolidou seu domínio no Brasil, enquanto o Orkut caiu rapidamente e hoje é pouco utilizado no país.

Razões da queda

Ao longo dos anos, muitos especialistas questionaram se o Google não teria falhado ao ignorar o Orkut e deixar espaço para que o Facebook dominasse o mercado de redes sociais. No livro “Estou com sorte – As confissões do funcionário 59 do Google”, Douglas Edwards, que trabalhava no Google, fornece algumas possíveis razões.

Segundo Edwards, uma das dificuldades do Orkut foi lidar com o forte crescimento de usuários do site. Como o site foi criado por apenas uma pessoa (o engenheiro Orkut Buyukkokten) como um projeto paralelo, o código e os servidores não estavam preparados lidar com tantos usuários ao mesmo tempo.

Em depoimento no livro, Paul Bucheit, criador do Gmail, diz que a rivalidade com a Microsoft pode ter atrapalhado o orkut. “Como o Orkut foi criado usando ferramentas da Microsoft, os engenheiros do Google simplesmente decidiram que não daria para fazer nada para melhorar o site. Eles simplesmente deixaram o produto morrer. E quando eles finalmente resolveram mudar todo o código e deixá-lo aceitável para os padrões do Google, o Orkut já estava derrotado e só havia vingado no Brasil”.

Essa tese é confirmada por Stephen Levy em outro livro, “In The Plex; How Google Thinks, Works and Shapes our Lives”. Na obra, Levy escreve que Marissa Mayer, atual CEO do Yahoo! e na época executiva do Google, admitiu que, se o Google tivesse dado maior prioridade ao Orkut, o serviço poderia ter tido sucesso global.

Como o tempo voa depressa em termos tecnológicos... O Orkut foi a minha primeira rede social, mas o abandonei logo após ter aderido ao Facebook. Por isso, o Blog do Hugo Freitas pergunta aos leitores: alguém aí ainda tem uma conta no Orkut? :)

Com informações do portal IG

Acompanhe o Blog do Hugo Freitas pelo Twitter e Facebook

"O Rappa" de volta a São Luís com a turnê "Nunca Tem Fim"


Com uma carreira marcada por canções com críticas sociais e após turnê que acumulou dois Lollapaloozas e shows pelo Brasil, O Rappa está de volta a São Luís para apresentar a turnê “Nunca Tem Fim...”, seu mais recente trabalho, neste sábado (25), na Lagoa da Jansen.

Em seu novo disco, "O Rappa" sonoriza a força que o brasileiro emprega em seu dia a dia, em cada uma de suas batalhas. Em terras tão arredias com os que mais precisam, soa como uma feliz teimosia. Feito isso, estabelece fé e esperança como balizas, que espelham um caminho que se percorre sempre para frente, guiado por um norte de positividade, de dias melhores.

Para vestir esses sentimentos, melodias esculpidas em dub, reggae, rock e hip hop. O denominador comum desses sons é o DNA de "O Rappa", que costura esses elementos com novos acessórios, como solos de guitarras mais presentes, loops e programações variadas, metais e timbres até então não explorados e até uma menção a um clássico de Bebeto, maestro do samba-rock.

A abertura do evento será às 20h com shows de Pandha S/A, Ária 53, Raiz Tribal e Argumento Samba Rock.

O show é uma realização da Pororoca Produções. Censura: 16 anos. Ingressos R$ 60,00 (pista) e R$ 120,00 (camarote), à venda nas lojas ADJI, Lacoste, Trapiche e no site dringressos.com.br

Acompanhe o Blog do Hugo Freitas pelo Twitter e Facebook

sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

CHARGE DO DIA: ENQUANTO ISSO, NA PREFEITURA DE SÃO LUÍS...

"S.O.S EMERGÊNCIAS": GOVERNO FEDERAL SOCORRE SOCORRÃO DE SÃO LUÍS

Secretário municipal de Saúde assina atestado de incompetência da Prefeitura de São Luís na resolução dos graves problemas que assolam a rede de Saúde pública da capital

Por Hugo Freitas

Depois de muita cobrança e denúncia veiculadas pelo Blog do Hugo Freitas, inclusive a de ameaça de greve dos servidores da Saúde na capital, agendada para a próxima semana (leia aqui), o Governo Federal resolveu socorrer um dos maiores hospitais de urgência e emergência de São Luís: o Hospital Clementino Moura, Socorrão II.

Nesta sexta-feira (24), o Socorrão II passou a integrar o programa "S.O.S Emergências", iniciativa do Governo Federal voltada para a qualificação da gestão e do atendimento em grandes hospitais que atendem pelo SUS.

Trata-se de um Termo de Compromisso firmado e assinado nesta manhã pelo secretário Municipal de Saúde, Cesar Felix, e o secretário de Atenção à Saúde do Ministério da Saúde, Helvécio Magalhães.

O programa federal, destinado a socorrer hospitais de urgência e emergência em todo o país, vai atuar a partir da articulação entre o Socorrão II e os demais serviços emergenciais existentes na capital, como o Samu e as Unidades de Pronto Atendimento (Upas 24h).

Com o programa do Governo Federal, o Socorrão II passará a receber R$ 300 mil mensalmente para investimento na estrutura do hospital e capacitação de profissionais. Também serão destinados recursos para compra de respiradores, monitores e demais equipamentos de UTI.

De acordo com dados da Secretaria Municipal de Saúde (Semus), somente no Socorrão II são realizados 4.883 atendimentos mensais de pacientes oriundos da capital, de municípios maranhenses e de estados vizinhos.

Segundo informações da Prefeitura de São Luís, a principal medida do programa do Governo Federal é a implementação de leitos de retaguarda para pacientes com quadro clínico estável, sem risco iminente de morte e sem possibilidade de alta no momento do encaminhamento. Esses leitos serão identificados nas unidades da rede e em hospitais parceiros.

O Hospital Socorrão II é o maior no atendimento de urgência, emergência, traumatologia, ortopedia, neurocirurgia e terapia intensiva adulta no Maranhão.

Diante de todo o exposto, depreende-se que o prefeito Edivaldo Holanda Júnior e o secretário de Saúde, Cesar Felix, não conseguiram sanar os graves problemas do setor, principalmente nos socorrões da capital, onde assistimos, atônitos, à tragédia humana que lá se alastra cotidianamente (veja aqui). Por isso, recorreram à "salvação" oferecida pelo governo da presidente Dilma Rousseff.

A propósito, o nome do programa do Governo Federal (S.O.S Emergências) não deixa dúvidas de que é o Executivo nacional, por meio do Ministério da Saúde, que está "socorrendo" os diversos socorrões espalhados país afora, incluindo agora o Socorrão II.

Com isso, faz-se necessário pontuar duas observações bem distintas. Se por um lado, o pedido de socorro da Saúde de São Luís, que está na UTI há tempos, foi atendido pelo Governo Federal, dando esperanças para quem recorre à rede municipal; por outro, ao se acobertar pelo "S.O.S Emergências", a Prefeitura de São Luís assina e decreta sua total e completa incompetência na resolução dos diversos problemas do setor (desde a falta de materiais e medicamentos básicos à escassez de médicos plantonistas, o que prolonga o sofrimento dos pacientes por tempo indeterminado) que, somados, contribuíram para a morte de mais de 1.700 pacientes na rede municipal de Saúde apenas em 2013, segundo dados do próprio governo federal (confira aqui).

Seria mais fácil (porém menos "honroso" para o "prefeito da mudança") deixar que o Ministério da Saúde cuidasse, definitivamente, da rede de saúde de São Luís.

Aliás, se isso não é uma verdadeira "intervenção federal" na Saúde da capital maranhense, o que mais pode ser?

Acompanhe o Blog do Hugo Freitas pelo Twitter e Facebook

ESTAMOS DE OLHO: Convênio milionário "integra" HUUFMA à rede municipal de Saúde

Edivaldo repassa ao Hospital Universitário verba milionária para que sejam estendidos os serviços hospitalares federais à rede municipal de Saúde

Por Hugo Freitas

A Prefeitura de São Luís firmou nesta quinta-feira (23) um convênio milionário com o Hospital Universitário da Universidade Federal do Maranhão (HUUFMA). O objetivo é garantir o atendimento mensal de três mil consultas ambulatoriais para a rede municipal de saúde.

Na prática, a parceria entre os entes públicos integrará o HUUFMA à rede de atenção básica do município de São Luís. Este é o primeiro convênio realizado entre o Município e a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH), que administra os recursos humanos e os serviços desenvolvidos pelo Hospital Universitário.

Entre os novos serviços que deverão ser oferecidos aos pacientes da rede municipal, estão a assistência da gestação de alto risco, neurocirurgia e cirurgia cardiovascular. Além da parte ambulatorial, os pacientes do município também terão acesso a exames e internação.

Pelo convênio, compete à Semus acompanhar e apoiar o desenvolvimento dos serviços realizados pelo HUUFMA e assegurar o repasse regular dos recursos, que serão oriundos do teto financeiro do município de São Luís no Fundo Nacional de Saúde. Pela programação orçamentária, o convênio implicará no repasse anual de R$ 87.363.603,00.

A parceria entre as duas instituições prevê ainda a transferência gradual de atividades de atenção básica realizadas pelo Hospital Universitário para as Unidades Básicas de Saúde e a inclusão de alunos de graduação e pós-graduação da UFMA na rede de atenção à saúde do município de São Luís para atividades de formação profissional, ensino e pesquisa.

"Estamos tratando da contratualização com o Hospital Universitário, uma repactuação que permitirá que a Prefeitura tenha acesso a novos serviços e também nos ajudará na retaguarda de leitos”, destacou o prefeito Edivaldo.

“Os pacientes que precisarem dos atendimentos serão encaminhados pela rede municipal ou pela central de regulação. Esse convênio é importante para que possamos ampliar cada vez mais o acesso dos nossos usuários à rede do Sistema Único de Saúde (SUS)", explicou o secretário municipal de Saúde, Cesar Felix.

A contratualização teve as assinaturas do prefeito Edivaldo, do reitor Natalino Salgado, do secretário de Atenção à Saúde do Ministério da Saúde, Helvécio Miranda Magalhães Júnior, do secretário municipal de Saúde (Semus), Cesar Felix, e da superintendente do HUUFMA, Joyce Lage.

Medidas como essa são sempre bem-vindas quando o objetivo maior é ampliar o acesso e melhorar o atendimento nas unidades de saúde da capital, a fim de se desafogar a rede municipal e atenuar a tragédia humana que lá ocorre diariamente (confira aqui).

Contudo, na prática, o prefeito Edivaldo Holanda Júnior apenas "vai pagar", ou melhor, "repassar" ao HUUFMA as verbas oriundas do Fundo Nacional de Saúde, da ordem de mais de oitenta e sete milhões de reais, para que sejam estendidos os serviços hospitalares federais à rede municipal de saúde. Algo que já havia sido proposto similarmente pelo Governo do Estado, mas prontamente rechaçado pelo prefeito e seus correligionários.

Em ano de eleições, é bom que tod@s fiquem de olhos bem abertos a quaisquer "parcerias milionárias", principalmente os órgãos de controle e fiscalização, como o Ministério Público (estadual e federal).

Afinal, como diz a canção de Zeca Baleiro, "nada vem de graça, nem o pão nem a cachaça".

Acompanhe o Blog do Hugo Freitas pelo Twitter e Facebook