terça-feira, 26 de maio de 2015

Cemar diz que fim do programa "Viva Luz" é de inteira responsabilidade do Governo do Maranhão

Flávio Dino (PCdoB), de forma unilateral, baixou Decreto determinando o fim do programa "Viva Luz", que beneficiava cerca de 30 mil famílias carentes no Maranhão

Por meio de Nota, a Companhia Energética do Maranhão (Cemar) informou que o Decreto baixado pelo governador Flávio Dino (PCdoB), que pôs fim ao programa social "Viva Luz" e, com ele, o fim do benefício da gratuidade da energia elétrica para famílias carentes, foi divulgado no Diário Oficial do Estado desde o dia 07 de abril, mas que só veio a público após denúncia de um deputado na Assembleia Legislativa (CONFIRA AQUI).

Na Nota, a Cemar informa ainda que a responsabilidade pelo encerramento é inteiramente do Governo do Estado do Maranhão e que irá acatar a decisão do Executivo estadual.

Vale lembrar que o programa "Viva Luz" foi criado em 2009, durante o governo de Roseana Sarney (PMDB), o que nos leva a pensar que o seu fim agora, no início do governo do comunista Flávio Dino, de forma unilateral, seja fruto de mera disputa política que se coloca acima dos interesses da população mais carente do Maranhão, sempre a mais sacrificada em toda essa querela entre os antigos e os atuais ocupantes do Palácio dos Leões.

Assunto esse para um próximo post...

Confira a íntegra da Nota da Cemar sobre o fim do "Viva Luz":

Conforme o Decreto nº 30.701, publicado no Diário Oficial do Estado do Maranhão do dia 07/04/2015, o Programa Viva Luz foi encerrado pelo Governo do Estado do Maranhão.

O Viva Luz foi um programa que visava a quitação dos valores relativos ao consumo de energia elétrica, tributos e Contribuição de Iluminação Pública (CIP) para unidades consumidoras enquadradas nos critérios do Programa (unidades residenciais monofásicas, com NIS - Número de Inscrição Social válido cadastrado, média móvel dos últimos 12 meses de até 50kWh e consumo máximo de 190kWh/mês).

É importante destacar que, a definição da continuidade ou encerramento do Programa Viva Luz é estabelecida pelo Governo do Estado do Maranhão, por meio de decreto e, a Cemar atende e respeita as determinações vindas do poder executivo. (Grifo nosso)

Siga nosso perfil no Twitter e curta nossa página no Facebook

8 comentários:

  1. O maranhense nunca se acostumará a ter uma vida social adequada se não fazer parte do padrão social ideal. Pagar uma conta de luz é algo necessário e condizente com uma população que aparenta crescer. Continuar fora do processo normal é se acostumar com a nojeira sarneísta. E eles acham que tal é um ótimo plano para desenvolver o estado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Padrão social ideal"??? "Processo normal"??? Diga isso aos milhares de maranhenses que mal possuem o que comer e que terão que pagar uma das contas de energia mais caras do país.

      Excluir
  2. O PLANO DA ROSA ERA EXATAMENTE ESTE. PERPETUAR EM NOSSA MENTE A IMAGEM DE BOAZINHA. Quando outro resolvesse excluir esta 'ABITOLAÇÃO' os blogueiros e a base do grupo atacaria. Conta outra.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Diga isso aos mais de 500 mil maranhenses que vivem abaixo da linha da pobreza, que sobrevivem a água e farinha, e que estão sendo sacrificados por essa disputa política entre os atuais e os antigos ocupantes do Palácio dos Leões.

      Excluir
  3. o povo tem q ver o que se esconde por detraiz desse progama, quando uam familia atinge 50kw hr, no normal sai em media 20$, com o progam do governo quando a mesma familia atinge 50kw "o governo paga 800$ para a cemar" por isso q estão jogando aculpa no governo, resumindo a populaçaõ não ganhava nada e sim a cemar que era a beneficiaria junto com o antigo governo,por mim tanto faz esse governo ou o outro são todos umas merdas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Como "a população não ganhava nada", se antes os mais carentes não pagavam conta de energia e agora, depois do decreto unilateral do governador, passarão a pagar???

      Excluir

Grato pela participação.