sexta-feira, 29 de agosto de 2014

QUANDO O PODER É MAIS IMPORTANTE QUE A POPULAÇÃO

Por disputa política, a governadora Roseana Sarney fecha os olhos para os problemas da capital do Maranhão

Por Hugo Freitas

Em ano eleitoral, o uso político da máquina administrativa do governo estadual pelos seus atuais/eternos ocupantes fica ainda mais visível quando se observa que os convênios firmados pelo governo Roseana Sarney (PMDB) se dão primordialmente com prefeitos aliados. Quem não reza nessa cartilha, acaba sendo negligenciado ou tratado com indiferença.

É o que acontece com o prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PTC). Desde que assumiu o comando da Prefeitura de São Luís, Edivaldo vem sendo tratado com total indiferença pela governadora, justamente pelo fato de não ser um aliado político da filha do senador José Sarney.

Para clarificar tal evidência, basta lembrarmos que Roseana Sarney nunca respondeu ao pedido de audiência protocolado pelo governo municipal na Casa Civil, há cerca de mais de 3 meses, quando o prefeito decretou situação de emergência em 41 bairros da capital por conta do forte período chuvoso deste ano, que tantos estragos causou. Na ocasião, Edivaldo chegou a fazer um pronunciamento na TV solicitando uma audiência com a governadora, mas até hoje não obteve sequer um comunicado por escrito.

Para o Governo, a situação da população ludovicense é o que menos importa nesse momento. Isso porque Edivaldo é aliado de Flávio Dino (PCdoB), o candidato líder das pesquisas de intenções de voto na disputa pelos Leões que faz ferrenha oposição à governadora e ao candidato que ela apoia, Lobão Filho (PMDB), se constituindo, portanto, numa ameaça real de pôr fim à hegemonia do grupo político que domina o Maranhão há décadas.

Outro ponto onde fica claro o critério político da governadora em detrimento das necessidades da população para o firmamento de convênios é o fato de todos os prefeitos aliados de Roseana terem conseguido costurar parcerias que ajudaram seus respectivos municípios. São exemplos as prefeituras de São José de Ribamar e Paço do Lumiar - para ficarmos só na região metropolitana de São Luís - cujos prefeitos mantêm estreita relação com o grupo Sarney.

Recentemente, o prefeito Edivaldo contestou as declarações da governadora Roseana sobre parceria entre Governo e Prefeitura e revelou que em um ano e oito meses o Município repassou R$ 40 milhões para o Estado.

“A governadora Roseana Sarney foi muito infeliz em suas declarações. Quem parece só pensar em dinheiro é o seu governo. Tanto que a Prefeitura é obrigada a repassar todos os meses R$ 2 milhões para o governo do Maranhão. Além de retaliar não a mim, mas a população de São Luís, sem um único convênio em um ano e oito meses, ainda tivemos que repassar R$ 40 milhões para o governo do Estado, recursos referentes ao convênio feito pelo ex-governador Jackson Lago para a construção dos viadutos do Calhau e da Forquilha”, afirmou Edivaldo. Segundo cálculos da Prefeitura, somente esses recursos dariam para asfaltar e pavimentar todo o bairro da Cidade Operária, por exemplo.

Na entrevista a um jornal local, no último domingo (24), a governadora disse que “eles (Prefeitura) acham que parceria é só dar dinheiro”.

O prefeito relembrou que na primeira tentativa de firmar parceria com o Estado, no início do mandato, o governo Roseana propôs a transferência da gestão do Hospital Municipal Clementino Moura, o Socorrão II, para a Secretaria de Estado da Saúde, mediante repasse da ordem de R$ 77 milhões por parte do governo municipal ao Estado.

“Mais uma demonstração de que quem parece entender parceria institucional como recursos financeiros é a governadora Roseana Sarney”, criticou Edivaldo.

Ao pensar única e exclusivamente sob a ótica política de que vai fortalecer um aliado de seu principal opositor na disputa pelo comando do Palácio dos Leões, justificando assim o não firmamento de convênios com a Prefeitura de São Luís, o governo Roseana Sarney fecha os olhos para os problemas da sociedade ludovicense confirmando, na prática, que quando se trata de lutar para se manter no poder vale tudo, inclusive sacrificar a tão sofrida população da capital do Maranhão.

Acompanhe o Blog do Hugo Freitas pelo Twitter e Facebook

2 comentários:

  1. Esta senhora tem postura, no minimo, irresponsável e inconseqüente!
    Mas, temos fé q isso não demora a acabar

    ResponderExcluir

Grato pela participação.