quinta-feira, 20 de fevereiro de 2014

Autor da Lei da "Ficha Limpa" lança livro em São Luís


O auditório Josué Montello do Ceuma (campus Renascença) se transformará na próxima quinta-feira (20 de fevereiro), às 19h, de cenário para o lançamento da obra “O Gigante Acordado - Caminhos Para a Revolução Democrática Brasileira (192 páginas, editora Leya)”, de autoria do juiz maranhense Márlon Reis.

Pessoas interessadas em assuntos como reforma política, ficha limpa e mobilização social estão convidadas a participar do evento, que já ocorreu em Brasília, São Paulo, Curitiba, Cuiabá e Teresina.

Em O Gigante Acordado, o magistrado trata as ações do povo brasileiro que estão se tornando menos isoladas e mais fortes através de cobranças, manifestações e posicionamentos. Para Reis, o Brasil tem jeito. Para isso, é fundamental uma profunda reforma política.

"A rebeldia cidadã constitui um dos maiores sinais de vitalidade de um povo. Quem arriscar tapar os olhos para não ver os acontecimentos, talvez esperando que o tempo trate de apagar as marcas do ocorrido, tem muito mais a aprender que os jovens brasileiros que cantaram o Hino Nacional sobre o teto de um lugar acostumado a esquecer a sua letra: o Congresso. Aqui no Brasil também estamos reinventando a democracia, às voltas com as mazelas de um ‘colonialismo-de-nós-mesmos’ que teima em sobreviver sob a forma da compra de votos, da ausência de uma educação emancipatória, do abuso do poder político, de ‘partidos-capitanias’, da escravidão política da mulher, das campanhas financiadas exclusivamente pelos ricos. Quando falamos em despertar para a conquista plena dos direitos, cobramos na verdade a construção de uma nova democracia”, explica Reis.

Currículo Márlon Reis (www.marlonreis.net)

Juiz de direito no Maranhão; membro de fundador do Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral; fundador e presidente da Abramppe - Associação Brasileira dos Magistrados, Procuradores e Promotores Eleitorais; um dos redatores da minuta da Lei da Ficha Limpa (LC n˚ 135/2012); vencedor do I Prêmio Innovare "O Judiciário do Século XXI" com o projeto Justiça Eleitoral e Sociedade Civil, concedido pela Fundação Getúlio Vargas, Ministério da Justiça e Associação dos Magistrados Brasileiros; em 2009, foi considerado pela Revista Época um dos 100 brasileiros mais influentes; coordenador do programa de pós-graduação à distância (EAD) em Direito Eleitoral (WDireito/Instituto AVM); ministrou a disciplina "Abuso de Poder Político e Econômico" no programa de pós- graduação em Direito Eleitoral da Universidade de Brasília; possui diploma de Estudos Avançados em Sociologia Jurídica e Instituições Políticas pela Universidad de Zaragoza (Espanha), onde atualmente cursa programa de doutorado; autor do livro "Uso Eleitoral da Máquina Administrativa e Captação Ilícitação de Sufrágio" (Editora da Fundação Getúlio Vargas) e coordenador do livro "Ficha Limpa - Lei Complementar nº 135/2010 - interpretada por juristas e responsáveis pela iniciativa popular" (EDIPRO); ministrou, no Tribunal Eleitoral do Poder Judiciário da Federação do México, curso sobre o modelo brasileiro de inelegibilidades; foi selecionado pela Universidade de Stanford para representar o Brasil no Draper Hills Summer Fellowship Program (2012); em 2013, proferiu palestras na Malásia, Tunísia e Alemanha; também em 2013, foi agraciado pelo Senado Federal com a Comenda Dom Helder Câmara, por relevantes serviços prestados à defesa dos Direitos Humanos; é autor dos livros "Direito Eleitoral Brasileiro" (Editora Leya-Alumnus) e "O Gigante Acordado" (Leya); palestrante e conferencista.

Acompanhe o Blog do Hugo Freitas pelo Twitter e Facebook

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Grato pela participação.